Os melhores profissionais da saúde em um único lugar!

Dente do siso: sintomas, cirurgia e quando extrair da boca


Dente do siso: sintomas, cirurgia e quando extrair da boca

Os sisos (ou terceiros molares) costumam causar um pouco de dor de cabeça aos pacientes que não tem repertório para lidar com o problema. É mais simples do que parece! Vamos Explicar: 
Algumas pessoas costumam não mexer em seus sisos até que eles comecem a lhe causar desconforto. Cria-se então uma situação complicada, já que nessa fase os dentes provavelmente já afetaram a estrutura óssea, estando mais suscetíveis a infecções. Ou seja: quanto antes for realizada a intervenção, mais simples será a remoção dos dentes e mais tranquila sua recuperação! Quando é tomado o devido cuidado, o processo é livre de complicações.

Extração do dente do siso
Quando é necessária?

“A extração desses dentes é necessária sempre que for verificada falta de espaço para nascer na posição correta na boca”, alerta o especialista.

Geralmente, isso é frequente porque os hábitos alimentares atuais mudaram as arcadas dentárias, tornado-as menores do que antigamente.

Além disso, pode ser indicado retirar o dente do siso que já nasceu, mas não consegue ser corretamente higienizado devido à posição afastada, e perante o uso de aparelho ortodôntico, para se obter mais espaço para eventuais movimentações na arcada dentária.

 

Quando deve ser feita?

“O dente do siso deve ser extraído o mais cedo possível após o diagnóstico de que ele não poderá ficar na boca. Quanto mais jovem é o paciente, melhor é a recuperação”, explica o cirurgião-dentista.

O ideal é que a remoção ocorra antes dos 30 anos, visto que após dessa idade a raiz do dente se calcifica e, consequentemente, a retirada fica mais difícil, podendo até causar complicações como danos aos nervos da região.


Se informe! Entre em contato e tire suas dúvidas. 
Agende uma avaliação

Fonte: Assessoria