Os melhores profissionais da saúde em um único lugar!

Saúde íntima feminina em dia!


Saúde íntima feminina em dia!

A fisioterapia pélvica surgiu para tratar disfunções do assoalho pélvico, bem como a incontinência urinária, incontinência fecal, constipação (prisão de ventre), prolapso genital (queda da bexiga, útero, etc), mas oferece também vários benefícios para a vida sexual da paciente.

A mulher passa por constantes transformações ao longo da vida. A pele também sofre transformações, os cabelos mudam de cor e a região íntima feminina também acompanha as alterações e consequências do tempo. Nas mulheres, as rugas, a flacidez são mudanças estéticas naturais, ou seja, vão ocorrer independentemente de sua vontade em alguma fase de vida. Já a perda de urina os prolapsos são alterações clínicas que podem acontecer por causa da fraqueza da musculatura do assoalho pélvico.

A musculatura do assoalho pélvico, como qualquer outro músculo do corpo, deve ser fortalecida. Tratar da saúde íntima feminina é o objetivo primordial da fisioterapia pélvica, mas como resultado adicional, os pesquisadores descobriram ainda que, tratando outros problemas ela melhora também a parte sexual da mulher. Muitas mulheres faziam a fisioterapia para tratar outra disfunção, como por exemplo, a perda de urina, e relatavam após as sessões melhora na satisfação e na relação sexual como um todo. Começamos a pesquisar e desenvolver mais trabalhos nesta área e, hoje, temos tratamentos, mesmo para quem não tem problemas sérios de saúde, mas desejam melhorar e apimentar a vida sexual.

As queixas de dores nas relações sexuais, flacidez vaginal e ausência de prazer são muito comuns na vida da mulher, podendo intensificar após os 40 anos, em consequência do envelhecimento e alterações hormonais. Hoje há tratamento com fisioterapia, a partir de exercícios para a má lubrificação, flacidez local, diminuição da libido e a diminuição ou perda do prazer, além da parte estética que também é levada em consideração. Além disso, a musculatura enfraquece e o tratamento com a fisioterapia pélvica tonifica a região, melhorando em todos os sentidos a vida sexual, tanto da mulher, quanto do parceiro. A mulher que procura a fisioterapia pélvica para melhorar a função sexual acaba prevenindo, ao mesmo tempo, que no futuro aconteçam prolapsos ou incontinências.

Mas, o sucesso não depende apenas do profissional. Em nossa prática clínica, por exemplo, esclarecemos desde o início do tratamento que o sucesso depende em cerca de 50% do trabalho do fisioterapeuta, e os outros 50% dependem da paciente, da compreensão e entendimento do problema e do tratamento, bem como da conscientização em realizar os exercícios diários em casa e cumprir com o protocolo de tratamento prescrito. Dentre outros auxílios para as avaliações e acompanhamento do tratamento, a fisioterapia pélvica conta com o exame de eletromiografia, que capta os sinais elétricos das contrações musculares locais. O exame e o tratamento são confortáveis, individual, indolor e minimamente invasivo.

A fisioterapia pélvica atua por meio de ações preventivas e de promoção à saúde da população feminina ao longo de toda a vida. Procure um profissional qualificado.